Home Nossos Produtos De Família para Família Artigos e Receitas Onde Encontrar Televendas e Contato
   
 
  A Família Pamalani
 
  Princípios
 
  Nossos Produtos

Folhas Verdes, Molho Amarelo. Uma Salada Bem Brasileira!

Publicado 30/11/2009 - Cozinha do Sítio - Receitas

 

As melhores conversas acontecem na beira de um fogão... num ambiente informal, entre uma beliscada e outra, a gente alimenta a alma e o corpo. Nesta seção, você é a nossa comadre, o nosso compadre. Puxe uma cadeira, pegue um copo e sente-se aqui conosco, no cantinho mais quente do nosso sítio.

Minha filha de 8 anos não gosta de salada, como muitas crianças que eu conheço... Acabo forçando um pouquinho e ela come. Dentre as várias saladas que já fizemos em casa, essa é a que ela “suporta melhor”, mas na verdade é uma salada bem saborosa para quem gosta de saladas.


Normalmente, utilizo folhas verdes e variadas: alface (vários tipos), rúcula, e outras folhas que estiverem à disposição. Gosto de completar com tomate caqui fatiado ou tomatinhos pequenos, do tipo pêra ou cereja. Um talo de erva-doce picado também vai muito bem. Até aí, nenhum segredo...


O segredo está no molho. Misture bem os seguintes ingredientes:

 - Uma colher de sopa de mel
- Uma colher de sopa de molho de mostarda ( o mesmo que você usa para por no hambúrguer)
- Uma colher de sopa de limão ou vinagre
- 4 a 5 colheres de sopa de azeite de oliva
- 1 colher de café de sal ou um pouco mais, de acordo com o seu gosto


Misture tudo muito bem, numa vasilha pequena, até que vire uma emulsão consistente; experimente e adicione mais sal se necessário, e espalhe pela salada – logicamente, misture o molho apenas na hora de servir, para que a salada não fique murcha.

Se quiser dar um destaque a mais à essa salada, adicione peras fatiadas ou figos crus, descascados e cortados em quatro.

Bom, depois de tanto trabalho, aproveite bem a sua refeição!

M. Pamalani.

 

 

 

 Deixe seu comentário... (0)


Palmito Assado - Fácil, Nutritivo e Gostoso

Publicado 30/11/2009 - Cozinha do Sítio - Receitas

 

As melhores conversas acontecem na beira de um fogão... num ambiente informal, entre uma beliscada e outra, a gente alimenta a alma e o corpo. Nesta seção, você é a nossa comadre, o nosso compadre. Puxe uma cadeira, pegue um copo e sente-se aqui conosco, no cantinho mais quente do nosso sítio.

Como eu já havia dito na receita do arroz com mel e amêndoas, uma boa combinação com aquele prato é o palmito assado. Antes de começar a cozinhar o arroz, prepare o palmito e coloque-o no forno: os dois pratos vão ficar prontos ao mesmo tempo. Compre um palmito plantado e colhido de forma ecologicamente correta, descasque e aproveite apenas o miolo... a casca deve ser descartada. Em vários supermercados, você pode encontrar o palmito cru, já descascado e embalado em pequenas bandejas – também serve e facilita bastante o trabalho.

O miolo deve ser cortado em pedaços de aproximadamente 15 cm de comprimento e também partido ao meio ou até em três partes, para que não fique tão grosso e asse melhor. Disponha o palmito numa tira de papel alumínio de 40 a 50 cm. Tempere com bastante azeite, sal a gosto e orégano. Embrulhe bem no papel alumínio, não deixando nenhuma fresta, posicione o “embrulho” em uma forma pequena e coloque para assar.

Atenção: a parte brilhante da folha de alumínio deve ser posicionada na parte de dentro, ficando em contato com o palmito – isso fará com que o palmito asse melhor.

Se você tem o forno caipira, minha dica é a seguinte: faça uma bela pizza no sábado à noite, e após terminar de assar as pizzas, feche bem a entrada do forno para que segure bem o calor. No dia seguinte, pela manhã, o forno deverá estar numa temperatura de 140 graus aproximadamente – coloque o palmito para assar e esqueça ali por 4 a 5 horas... se o seu forno segurar bem a temperatura, ao final desse tempo, o palmito estará desmanchando... mas se não estiver, basta terminar de assar num forno à gás normal, até que ele asse bem e atinja a maciez esperada. Nesse caso, da próxima vez coloque o palmito para assar no forno caipira com um menor espaço de tempo após ter feito as pizzas, até você encontrar o tempo e temperaturas certos para o seu forno.

Se você vai utilizar o forno convencional, coloque na temperatura mais baixa do forno, que geralmente está à 160-180 graus, e entre 45 e 60 minutos, o palmito estará pronto.

Esse prato, além de muito gostoso, é rico em fibras e geralmente impressiona muito bem os convidados... é prato obrigatório na nossa Cozinha do Sítio! Acompanha não só o nosso arroz com mel e amêndoas... na verdade, combina com quase tudo, pois é muito gostoso, apesar de suave. Pode ser comido do jeito que já sai do forno, ou se preferir, também fica muito bom acompanhado de um molho ao pesto ou de alcaparras. Bom apetite!

M. Pamalani.

 

 

 

 

 Deixe seu comentário... (0)


Amor, Arroz... Amêndoas e Mel

Publicado 30/11/2009 - Cozinha do Sítio - Receitas

 

As melhores conversas acontecem na beira de um fogão... num ambiente informal, entre uma beliscada e outra, a gente alimenta a alma e o corpo. Nesta seção, você é a nossa comadre, o nosso compadre. Puxe uma cadeira, pegue um copo e sente-se aqui conosco, no cantinho mais quente do nosso sítio.

Sente-se aqui, fique a vontade. Acabei de tirar essas torradinhas do forno, fiz com azeite, parmesão ralado e pasta de alho, sente só o cheiro...

 

Quero te contar de um fim de semana que passamos em Campos do Jordão. Gosto muito do frio: é bom pra dormir, é bom pra comer, é bom pra amar – e melhor ainda se for em Campos do Jordão, regado a chocolate quente cremoso! Fazia tempo que planejávamos aquele fim de semana em família. Sentamos pra comer no restaurante Gato Gordo, perto da lareira que crepitava; os sons se misturavam com o da chuva que caía ruidosamente lá fora.

 


Após estudar o cardápio, fiquei surpreso... uma boa surpresa: eles tinham arroz integral. Pode parecer simples, mas ao contrário de muita gente, eu prefiro o integral ao branco. Fato era que o arroz era cheio detrick trick, com mel, amêndoas, uva passa e canela... pedi mesmo assim. E não é que era bom demais!? Não deixe de experimentar quando for para Campos. 
Com o tempo desenvolvi minha própria receita de arroz com mel e amêndoas e até o meu filho de 10 anos, que não é chegado em arroz, enche o prato. Além de gostoso, esse prato é rico em proteínas, carboidratos, vitaminas e fibras. Costumo dizer que sozinho, já é uma refeição completa.

Segue a dica:

Esquente 3 colheres de sopa de óleo de coco numa panela, e adicione uma xícara de arroz integral do tipo “cateto”, lavado e escorrido (esse é o melhor, gordinho, avermelhado, enche os olhos também; vale ressaltar que não tem glúten). Depois de uma leve refogada (meio minuto), adicione bastante água fervente, pois demora para cozinhar. 
Depois de uns 20 minutos, adicione sal a gosto (talvez meia colher de sopa), 3 colheres de sopa de mel, meia xícara de uvas passa pretas, sem caroço, e meia xícara de amêndoas em lascas ou palito (ou castanha do Pará quebrada, se você preferir). Coloque também uma colher de café de canela em pó.


Misture bem e termine de cozinhar. É possível que você tenha que adicionar mais água, para que o arroz fique macio.
Ainda não me defini sobre a decoração do prato: pensei num pauzinho de canela ou 2-3 fatias de pêra... deixo essa parte pra você decidir, mas não deixe de me contar a sua idéia!
Meu compadre, minha comadre, como você vê, uma receita simples e natural pode ser muito gostosa; além de tudo, essa aqui alimenta e não pesa... nem na consciência. Sempre que entrar no site, não deixe de visitar a nossa cozinha e bom apetite!

M. Pamalani.

 

 

 Deixe seu comentário... (1)



 


 

 

 

 

Artigos

Cozinha do Sítio - Receitas

Dicas

Arquivo

 

  Tags: #MaisAmêndoas #SucodeUvaIntegral #Almond Butter #ProdutosSaudáveis #SaúdeParaSuaFamília #Bebida de Amêndoas  
     
  Copyright © 2017 - Família Pamalani Ltda | Todos os direitos reservados.